Sudão do Sul: uma rádio salesiana para difundir a paz e anunciar o Evangelho

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

"Proclamar o Evangelho" é o lema da estação de rádio Dom Bosco 91.0 FM em Tonj, uma missão salesiana no Sudão do Sul, na região de Bahr al-Ghazal, que transmite o sinal há 12 anos.

É um preciso instrumento a serviço da comunidade, por muito tempo um sonho do missionário nigeriano padre Cyril Odia, que depois se tornou realidade em 5 de fevereiro de 2010, tendo o padre Cyril como seu primeiro diretor.

 

Um megafone para várias obras missionárias

A estação de rádio salesiana tornou-se um meio que atua como megafone para várias obras missionárias: da paróquia à escola primária e secundária, do hospital ao oratório. Seu conteúdo é transmitido em cinco idiomas (inglês, árabe, dinka, jur e bongo) e seu alcance atualmente varia de 90 a 120 quilômetros.

"A programação é realmente extensa, é transmitido o Evangelho, a missa diária da paróquia, além do Angelus, é dado espaço a programas sobre a espiritualidade, aprofundamentos marianos, e a música é geralmente religiosa."

 

Difundir a paz e proclamar o Evangelho

 

Não faltam conteúdos de valor educativo e social, lidando com temas de saúde, violência de gênero, questões familiares, produzidos em colaboração com o hospital da missão Tonj. A rádio é totalmente autossuficiente financeiramente graças a programas subsidiados por organizações locais, pelo governo local e por anúncios. As receitas cobrem os custos de gerenciamento da transmissão do sinal e dos 14 membros da equipe.

O sonho da equipe da Rádio Dom Bosco é poder instalar transmissores em todas as comunidades salesianas do Sudão do Sul para favorecer a unidade e a cooperação entre os jovens que frequentam as obras salesianas, difundir a paz e proclamar o Evangelho em todos os cantos do país africano.

Um pouco de esperança a um dos países mais pobres

"Queremos criar um centro de produção que mantenha vivas as tradições do teatro e da música do Sudão do Sul. Como já estamos bem conectados com muitas tribos, podemos muito bem preservar e valorizar o patrimônio cultural do país", disse o padre Tamil Selva, salesiano da comunidade Tonj.

O projeto traz um pouco de esperança a um dos países mais pobres do mundo, que tem sido duramente atingido pela grave seca e pela fome nos últimos meses.

(com Fides)

 
Indique a um amigo