O pesar do Papa: Elizabeth, um exemplo de devoção ao dever

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

Vatican News

"Profundamente entristecido com a notícia da morte de Sua Majestade, a Rainha Elizabeth II, estendo minhas sinceras condolências a Vossa Majestade, aos membros da Família Real, ao povo do Reino Unido e à Commonwealth." É o que escreve o Papa Francisco num telegrama enviado a Carlos III, o novo Rei da Inglaterra.

"Uno-me a todos aqueles que choram por ela, rezando pelo descanso eterno da falecida Rainha e prestando homenagem à sua vida de serviço incansável ao bem da Nação e da Commonwealth, ao seu exemplo de devoção ao dever, ao seu firme testemunho de fé em Jesus Cristo e à sua firme esperança em suas promessas", prossegue o Papa.

"Confiando sua nobre alma à bondade misericordiosa de nosso Pai Celestial, asseguro a Vossa Majestade minhas orações para que Deus Todo-Poderoso o sustente com sua graça inabalável, enquanto assume agora as altas responsabilidades como Rei. Sobre o senhor e sobre todos aqueles que guardam a memória de sua falecida mãe, invoco a abundância das bênçãos divinas como penhor de conforto e força no Senhor", conclui Francisco.

 
Indique a um amigo