Assembleia Provincial 2021

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
A Província Brasil Recife (BRE) esteve reunida em Assembleia nos dias 08, 09, 10 e 11 de fevereiro do corrente ano. Devido à pandemia da Covid-19, a Assembleia Provincial aconteceu de maneira híbrida, contando com a presença de confrades na sala de conferências Casa Provincial e outros acompanhando o evento numa sala virtual no Google Meet.

Esta Assembleia Provincial foi marcada pela apresentação do projeto de revisão e atualização da Ratio Formationis Provincialis encaminhado pela Equipe de Formadores; uma conferência virtual com o P. João Paulo Tabarelli Moreira (Superior da Região do Paraguai) sobre a preparação da próxima Conferência Geral, pautada na Fratelli Tutti; apresentação dos relatórios das Casas de Formação, Comissões, Centro Social Padre Dehon, Escola e Casa Provincial; celebração dos votos perpétuos do Fr. Rodrigo Victor, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário; além da convivência fraterna ao longo de toda a assembleia.

Durante a abertura dos trabalhos, o Superior Provincial, P. Josemar de Lima, acolheu com muito carinho os novos fratres, que emitiram os primeiros votos no último dia 02 de fevereiro: Diego Albuquerque, Douglas Câmara, João Batista e José Romário; como também destacou a admissão do postulante Derik Oliveira ao noviciado.

Celebramos com muita alegria os jubilandos:

  •     95 anos de vida de P. Brás Severino (o dehoniano mais idoso);
  •     50 anos de vida sacerdotal dos padres Carlos Alberto, José de Ribamar e Renato Maia;
  •     50 anos de vida religiosa de P. Renato Maia;
  •     40 anos de vida sacerdotal dos padres Antônio Gonçalves e João Batista;
  •     30 anos de vida sacerdotal de Dom André Vital e P. Dagnaldo Alexandre;
  •     25 anos de vida sacerdotal dos padres Francisco Belarmino, Izaú Cavalcanti e Josenildo Cândido.

Ao final da assembleia, celebrando a memória litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes, agradecemos os seis anos de vida sacerdotal do P. Luiz Alípio.

Confira agora duas ricas entrevistas sobre alguns dos temas tratados acima. A primeira foi feita com o nosso Superior Provincial, P. Josemar de Lima, scj, e a segunda com o nosso mais novo religioso de votos perpétuos, Fr. Rodrigo Vitor, scj.
Pe. Josemar, a Assembleia Provincial é um aggiornamento “para os novos tempos e novas obras”, como dizia o nosso Fundador. Como o senhor avalia essas atualizações/renovações vistas na Assembleia?

A realização da Assembleia da Província BRE foi verdadeiramente um tempo de graça em que o Senhor pela força do Espírito Santo iluminou a todos os participantes. Apesar de ser de forma híbrida, foi um momento de comunhão, reflexão e avaliação para continuarmos a nossa missão em tempos tão desafiadores. Avalio de forma positiva, pois tivemos oportunidade de conhecer como anda a vida da Província, tudo aquilo que está bom e o que precisa ser melhorado.

Quais as expectativas para a nossa Província a partir desses “aggiornamenti”?

Percebemos muitos frutos surgidos nesta Assembleia, e por isso, devemos agradecer a Deus, a saber: 1. Apresentação da atualização da Ratio Formationis Provincialis; 2. Desenvolvimento de uma sensibilidade social buscando ter consciência que a solidariedade é a expressão do nosso carisma, e deste modo, a partir do ver, sentir e cuidar foi apresentado o Projeto Casa de Apoio Padre Dehon que ficou para aprimorar e buscar especialistas para avaliar melhor; 3. Tomada de consciência do andamento do processo de administração compartilhada da nossa Escola Nossa Senhora de Fátima presente na cidade do Paulista/PE; 4. Apresentação do projeto de captação de recursos.

Fr. Rodrigo, descreva brevemente o seu itinerário formativo dehoniano. 

Sempre costumo dizer que minha vocação surgiu no dia a dia no convívio com os padres dehonianos de minha cidade. Não acredito que o “chamado” tenha acontecido numa data importante e emblemática, mas foi pelo exemplo que fui atraído a esta vocação. No bom tratamento com as pessoas e pelo cuidado com a vida sacramental que os meus párocos sempre tiveram, me senti impelido a buscar esta vida de doação para a minha história. Em minha paróquia fui coroinha, catequista e legionário, e sempre me vi muito inserido na vida pastoral.

Ingressei aos 17 anos para a Congregação aos 10 de fevereiro de 2012, no Seminário Santo Antônio (Paulista/PE) e no ano seguinte iniciei os estudos filosóficos na Universidade Católica de Pernambuco. Em 2016, ingressei no Noviciado Coração de Jesus (Barretos/SP), onde emiti os meus primeiros votos na Congregação aos 15 de janeiro de 2017. Neste mesmo ano, passei a residir no Convento Sagrado Coração de Jesus (Taubaté/SP) e iniciei os estudos teológicos na Faculdade Dehoniana, concluindo em 2020. No último dia 10 de fevereiro, fiz a Profissão Perpétua. Atualmente, estou no estágio pastoral, colaborando com o P. José Daniel, scj na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Fortaleza/CE. Sendo assim, confiando na graça divina, estou me preparando para o ministério presbiteral para servir a Deus por meio da Igreja e da Congregação da melhor maneira possível.

Que mensagem você deixa para os vocacionados e seminaristas que estão trilhando esse horizonte dehoniano?

Em todo o meu itinerário vocacional sempre me questionei se estive caminhando bem, e se a minha preparação para o ministério ordenado esteve em direção para fazer também os outros felizes. Acredito que na mente de todo jovem sempre vem à tona a incerteza do futuro, e hoje, diante de uma situação onde tudo é efêmero, sempre reflito sobre a importância e responsabilidade de assumir um compromisso para toda a vida. Como sempre digo, a Igreja me ofereceu uma oportunidade de crescimento e agregação de valores ao qual sou muito grato. E aos poucos, estando atento aos detalhes de Deus, vou percebendo a confirmação do chamado que Ele me fez, e percebo que a vida religiosa e o caminho para o ministério ordenado têm me feito e me fará muito bem, isso porque me realizo naquilo que faço, e acredito ser este um caminho de humanização por onde eu possa ajudar muitas pessoas.

 
Indique a um amigo
 
 
Conteúdo Relacionadas